Português Italian English Spanish

Faltas de pacientes às consultas chegam a 40% em Itapeva

Faltas de pacientes às consultas chegam a 40% em Itapeva

Encontros visam buscar soluções para problemas encontrados nas Unidades de Saúde

 

O alto índice de faltas às consultas e exames na Rede Pública de Saúde foi um dos temas abordados durante o encontro das equipes da Unidade Básica da Vila Santa Maria, Central de Regulação, Educação Permanente e Nasf – Núcleo de Apoio à Saúde da Família. O evento foi realizado pela Prefeitura de Itapeva, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo foi abordar temas que visem as melhorias nos atendimentos em todas as unidades de Saúde do município.

Um dos problemas enfrentados em Itapeva é o grande número de pacientes que faltam nas consultas que são agendadas. Atualmente, 40% dos pacientes não comparecem. Somente no mês passado, 276 pessoas faltaram nas consultas no AME de Itapeva.

Para a diretora da Central de Regulação em Saúde, Maria Christina Ribeiro Fonseca, o alto índice de falta às consultas especializadas e exames agendados é alarmante. “Esses encontros visam principalmente buscar soluções para essas dificuldades que enfrentamos. Nosso dever é levantar as necessidades do município, fazendo um monitoramento mensal das demandas, como é o caso da marcação de exames laboratoriais, ultrassom e de oftalmologia. Já estão sendo realizadas a ampliação de ultrassom e de oftalmologia e foram realizados mutirões de exames laboratoriais, onde foi zerada a demanda”. Segundo explicou a diretora, hoje o paciente não espera mais para agendar exames laboratoriais.

O médico Luiz Fernando Santos explica  a importância do paciente manter o Cartão SUS atualizado. “Os funcionários das Unidades de Saúde ligam para o paciente para informar o dia e o horário da consulta, mas é preciso também conscientizar as pessoas  para que procurem os postos de Saúde , buscando informações sobre o agendamento, além de atualizar o Cartão SUS”, orienta.

Essas rodas de conversas estão sendo intermediadas pelas psicólogas Manuela Teixeira Bentivoglio e Vanessa Franson, do Setor de Educação Permanente da Secretaria de Saúde. A finalidade é a integração das equipes de Saúde dando ênfase nas relações interpessoais, visando a eficiência dos serviços prestados em todas as Unidades de Saúde.

Segundo a psicóloga Manuela Teixeira Bentivoglio, este programa de acolhimento tem a finalidade de estreitar os laços de comunicação entre as unidades de Saúde e a Central de Regulação. “Discutir e realinhar o processo de trabalho da Central de Regulação, melhorando o acesso e a qualidade do atendimento ao paciente, desde a porta de entrada do sistema, que é a Unidade Básica de Saúde”, explica.

Celi Leme - Assessora de Imprensa - Prefeitura de Itapeva/SP

 

  Veja Mais

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário